1

Promoção Sussurro - Resultado

Posted by Nanda Cris on 7 de setembro de 2013 01:00 in ,
Oi amigos!

O sorteio do livro Sussurro foi um sucesso e venho agora divulgar oficialmente a ganhadora!


Ela cumpriu todas as exigências obrigatórias, que eram:

1. Seguir o blog publicamente

2. Deixar um comentário no post da promo com nome e email

3. Preencher  o formulário do Rafflecopter.

Mas a Diessyca ganhou graças à chance extra de compartilhar e marcar 3 amigos lá no Facebook!


Fui conferir e ela realmente cumpriu esse passo:


Enviei um e-mail para ela dia 06/09/2013 e estou esperando retorno. Ela tem até 5 dias úteis para me enviar os dados. Se até dia 13/09/2013 ela não entrar em contato, sortearemos um novo ganhador. Fiquem ligados!




|
Gostou?
1

[HUMOR:] Cachaça da Boa

Posted by Marcinha on 6 de setembro de 2013 06:00 in , ,
Olá, retalhenses e leitores.

Nessa sexta-feira como texto de humor, vou postar algo com um historinha estilo "flash-back".

Há alguns anos, desde a popularização da internet, as pessoas adquiriram o hábito de trocar e-mails com piadas ou textos engraçados, como forma de aliviar o estresse do trabalho. Afinal, é quase automático e tão simples: você lê o e-mail, gosta, reencaminha para a sua lista, rapidinho. E então o que você leu o gostou, praticamente a empresa inteira em que você trabalha acaba lendo também.

Então nada disso existia antes da internet, não é? Ledo engano! Essa pratica de partilhar piadas sempre existiu, só que de forma mais rudimentar: um "gaiato" aparecia com um texto engraçado, e alguém datilografava numa folha (detalhe: datilografava!) fazendo uma matriz com umas cinco vezes a mesma piada. Então o segundo passo era a sessão de xerox da empresa, onde eram feitas várias cópias. Estas voltavam sorrateiramente pra mesa do gaiato, que cortava as folhas com uma régua separando as piadas. Finalmente, a última fase era entregá-las pros colegas, e logo haviam várias tirinhas com piadas espalhadas pelas mesas do escritório.

Como eu sei disso? Com frequência meu pai ou minha mãe levavam algumas dessas piadas pra mim durante a minha adolescência, eu adorava lê-las e as guardava.
Uma que hoje é popular na internet, mas já esteve no roll das tirinhas de xerox, é essa hilária que reproduzo abaixo:

Eu tinha lá em casa dez garrafas de cachaça, da boa.
Mas minha mulher obrigou-me a jogá-las fora.
Peguei a primeira garrafa, bebi um copo e joguei o resto na pia.
Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei o resto na pia.
Peguei a terceira garrafa bebi o resto e joguei o copo na pia.
Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei o resto no copo.
Pequei o quinto copo joguei a rolha na pia e bebi a garrafa.
Peguei a sexta pia, bebi a garrafa e joguei o copo no resto.
A sétima garrafa eu peguei no resto e bebi a pia.
Peguei no copo, bebi no resto e joguei a pia na oitava garrafa.
Joguei a nona pia no copo, peguei na garrafa e bebi o resto.
O décimo copo, eu peguei a garrafa no resto e me joguei na pia.


(Autor Desconhecido)

Essa era minha favorita!
Espero que tenham gostado.



|
Gostou?
4

DESAFIO MUITO DESAFIANTE

Posted by Patricia Deuner on 5 de setembro de 2013 06:00 in , , , ,
Venho propor um desafio muito desafiante. Na verdade é muito parecido com aquele do “tempo e espaço”, mas resolvi agregar algumas novas regras para tornar o desafio mais interessante.

A ideia é a seguinte:

1- Vou descrever uma situação inicial que deverá ser seguida por todas as desafiadas, ou seja, todas partirão do mesmo tema e circunstância.
2- O texto deverá ser desenvolvido na 1ª pessoa, e a personagem principal será você. Sim meninas... quero que vocês mesmas vivenciem essa aventura!
3- Todos os textos devem ser postados na mesma semana, em dias subseqüentes, para evitar a indução de idéias (já que provavelmente todos os textos estarão prontos). Essa data poderá ser combinada posteriormente.
4- Eu também vou participar do desafio! Sei que é um pouco injusto com vocês já que eu mesma criei esse começo e obviamente já tenho uma ideia de continuação, mas... Vocês podem levar o tempo que precisar para desenvolver esse desafio.

                Então vamos a situação inicial da estória:


“Uma viagem inesperada de trabalho foi requisitada, e você só teve tempo de juntar algumas coisas pessoais e seu inseparável livro, que nos últimos dias ocupava não só grande parte do seu tempo quanto também de sua mente. Era uma viagem curta para uma cidade do interior, então você não precisou se preocupar com aparências, e deixou-se relaxar sobre a poltrona reclinável enquanto absorvia com avidez a escrita inteligente e sedutora da autora. Quando se deu conta do tempo, o sol já se recolhia no horizonte traçando linhas alaranjadas sobre o verde da paisagem, e sua mente viajou por aquelas imagens... e de repente tudo ficou escuro. Você só sentiu uma forte fisgada na nuca e o som brusco de uma freada.”

Essa é a situação que vocês estarão vivendo no começo dessa estória meninas! Mas a parti daí vale tudo! Pode ser uma estória realística, imaginária ou fantástica. A intenção é justamente saborearmos as várias possibilidades que cada uma de nós consegue imaginar (ou que gostaria de viver... quem sabe?). Acho que vai ser divertido ler as diferentes propostas para um mesmo começo de estória. A imagem que escolhi também pode servir de inspiração para o texto.

          Nanda, Sammy e Marcinha...CONTO COM VOCÊS!!!


|
Gostou?
2

Inveja branca

Posted by Nanda Cris on 01:04 in ,

Eu acho interessante as pessoas falando que estão sentindo "inveja branca" dos outros.

Meu amigo, se liga! Inveja não tem cor, para início de conversa. Não importa se é branca, preta ou verde de bolinhas rosas. Inveja é inveja, pronto e acabou.

A partir do momento em que você olhou para algo que eu tenho, desejou aquilo e me amaldiçoou por eu ter e você não... já jogou energia negativa pra cima de mim. Não importa a cor das suas energias, elas vão me prejudicar da mesma forma.

Minha mãe tem uma frase muito boa: "Não tenho tudo que amo, mas amo tudo o que tenho". Tá a fim de algo que eu possuo? Corre atrás pra conseguir, baby. Eu corri, sabia? Não caiu do céu.


Eu tenho uma conhecida que toda vez que faz algum comentário sobre as minhas unhas ("Nossa, como estão lindas") elas quebram. Em no máximo 24h. Como pode alguém ser assim?

Então, se você leu até aqui, fica a dica: inveja é inveja e não é um sentimento que devemos acalentar. Sinta, é normal. Somos humanos e falhos. Mas a repudie, o mais rápido que puder. No começo será difícil, mas com o tempo vai ser mais fácil e você nunca mais vai emanar coisas ruins, mesmo que involuntariamente, a outra pessoa.


Beijos a todos!



|
Gostou?
2

DICAS: Mas ou Mais?

Posted by Nanda Cris on 2 de setembro de 2013 06:00 in , , ,

Essa é bem simples, muito fácil de aprender. :-)

Mas

É uma conjunção adversativa e dá uma ideia de oposição, adversidade.

Truque: se puder ser empregada no lugar a palavra "porém", é porque temos que usar "mas" na frase. O "mas" liga 2 ideias opostas.

Exemplos:

  •     Eu iria ao cinema, mas(porém) não tenho dinheiro.
  •     Ele quer ajudar, mas(porém) não sabe. 
  •     O menino vem às aulas, mas(porém) nunca faz as tarefas. 
  •     Ela fuma, mas(porém) não traga.

Mais

É um superlativo, ou seja, dá a ideia de intensidade, mas também pode dar idéia de adição.

Truque: se puder ser empregada no lugar a palavra "menos", é porque temos que usar "mais" na frase.

Exemplos:

  •     Ela é a mais(menos) bonita da escola.
  •     Ela é mais(menos) alta do que eu. 
  •     Por favor, quero(menos) mais café.


Simples não? Agora que já vimos a sutileza entre mas e mais, leia o quadrinho abaixo com novos olhos:


Fontes: Norma Culta
            LPEU

|
Gostou?

Copyright © 2009 Retalhos Assimétricos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.